Rádio Rhema Online

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

GOSPELÂNDIA...

"Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína. Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores. (1 Tm 6.9-10)


Conforme postado aqui no PPA há alguns dias, a IURD está conclamando seus fiéis a contribuírem para a mega construção do chamado “Templo de Salomão” – ou seria Templo do Macedão? – que está a todo vapor na Av. Celso Garcia.

Para os que não conhecem, trata-se de um famoso point gospel da cidade de São Paulo adorado por dezenas de líderes religiosos – cristãos, na sua maioria –, além de sacoleiros (ops!) e vendedores de bujigangas (ops!²) de todo tipo.

Ali estão representadas não menos que uma dúzia de diferentes denominações que, aparentemente, professam uma mesma fé [sic], e dizem crer em um mesmo deus [sic] – aqui grafado propositalmente com “d” minúsculo.

Dentre as instaladas ao longo da avenida – em muitos casos mais de uma do mesmo ministério – podemos citar: Assembleia de Deus (AD Brás); Igreja Mundial de Cristo; Igreja Mundial do Poder de Deus; Igreja Universal do Reino de Deus; Igreja Nova Geração Mundial de Deus; Igreja Internacional da Graça de Deus; Igreja Apostólica Geração Eleita; Igreja Apostólica Plenitude Trono de Deus; Igreja Esotérica do Senhor Jesus Cristo; Templo dos Milagres; Igreja de São João Batista (Católica) etc.

Em 2006 o jornalista Gilberto Amendola publicou para o Jornal da Tarde pela internet um interessante artigo intitulado "Celso Garcia, a avenida da fé" no qual a “bola da vez” era o sofisticado templo da AD Brás (Min. Madureira). Dizia então a matéria: “No dia 15 de novembro, a Universal vai ganhar um companheiro de luxo. A Assembléia de Deus irá inaugurar exatamente na calçada em frente um prédio totalmente espelhado, de 40 metros de altura, e com capacidade para 5 mil pessoas.”

Parece que desta vez a IURD resolveu dar o troco com seu arrojado projeto para aproximadamente 13 mil pessoas, 32 colunas colossais, artefatos de ouro, 36 salas para escolas bíblicas [sic] e muitos mais, bem debaixo das barbas da AD Brás, da ICAR e de todas as demais concorrentes, na base do “quem puder mais chora menos”.

Os 32 mega pilares de 30 metros de altura estão praticamente prontos, conforme pode se verificar nas fotos que, por mera curiosidade, tirei no local semana passada.

Agora é esperar pra ver se o líder e seguidores de algum outro deus – quem sabe da “igreja galáctica do megablaster deus supremo” – não nos agraciam com um projeto ainda mais pujante.

Prossigo para o Alvo... Fp 3.14

3 comentários:

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamigo pbpr. Robson Silva,

A paz de Cristo, o nosso Senhor!

A cegueira é total e a escalada pela construção competitiva é resultado do espírito de mamon, nestes que se julgam importantes em demasia e que sem a presença deles, torna-se insignificante a presença do Santo Espírito de Deus.

Sentem-se ofegantes com a sua insignificante capacidade em pedir sem medida o que lhes convém.

Vigiemos e oremos. Dias terríveis estão no trilho.

O SEnhor seja contigo, nobre amigo,

O menor de todos os menores. Um Tradicional Pentecostal.

ROBSON SILVA disse...

Paz, meu querido Pr. Newton Carpinte(i)ro...

Saudades!

Lamentavelmente a escalada [sic] destes homens é em direção ao subterrâneo e não aos céus...

O fim dos tais será como o de Coré e sua casa: "E a terra abriu a sua boca, e os tragou com as suas casas, como também a todos os homens que pertenciam a Coré, e a todos os seus bens. (Nm 16.32).

Muito triste...

Prossigamos atento, firmes e confiantes na misericórdia do Senhor...

Abraços!

Robson Silva

Eliseu Antonio Gomes disse...

Amigo.

As respostas para suas argumentações no Belverede estão publicas.

Anotação:
EBD 2012: As bênçãos de Israel e o que cabe à Igreja

Em formato de postagem:
Prossigo Para o Alvo: Robson Silva pergunta

É isso.

Related Posts with Thumbnails