Rádio Rhema Online

terça-feira, 30 de setembro de 2014

MEU IRMÃO, NÃO ME JULGUE...


SE VOCÊ prefere se justificar diante de Deus, enquanto EU prefiro confessar a Ele as minhas culpas. (Lc. 18.11-13)

SE VOCÊ prefere gritar para o mundo ouvir quão grande é a sua comunhão com Ele, enquanto EU prefiro senti-la de maneira particular e especial. (Mt. 6.6)

SE VOCÊ prefere rodopiar, correr e pular até cair, enquanto EU prefiro ter meus pés firmados na Rocha, tendo o cuidado para não cair. (Sl. 26.12; 40.2; 1Co. 10.12)

SE VOCÊ prefere orar nos montes, matas e bosques, enquanto EU prefiro buscá-lo no templo ou no recôndito dos meus aposentos. (At. 22.17; Mt. 6.6)

SE VOCÊ prefere cantar e ser ouvido por todos os “adoradores”, enquanto EU prefiro ouvir “[pela] Palavra de Deus” e por Ele ser ouvido em espírito. (Lc. 5.1; Mc. 7.16; At. 13.44; Rm. 10.17; Is. 65.24)

SE VOCÊ prefere curtir, seguir, adorar e pagar para honrar os ídolos “gospels”, enquanto EU PREFIRO servir, seguir, adorar e honrar Aquele que, de graça, verteu sangue por mim. (Jo.12.26)

SE VOCÊ prefere falar na igreja mais línguas estranhas que todos os demais irmãos, enquanto EU PREFIRO estar calado ou “falar na igreja cinco palavras na minha inteligência”. (1Co. 14.19)

SE VOCÊ prefere viver toda a sua vida como menino, enquanto EU PREFIRO crescer na graça e no conhecimento para, como homem, deixar o leite racional. (1Co.13.11;  14.20; Hb 5.12-14)

SE VOCÊ prefere ver anjos com bandeja de ouro, cajado na mão e “mistério na terra”, enquanto EU PREFIRO ser guiado pela Fé e não por vista. (2Co 5.7; Jo. 20.29)

SE VOCÊ prefere ter a canela chamuscada e o sapato de fogo, enquanto EU PREFIRO ter calçados os pés na pregação do evangelho da paz e aquecido o coração quando Ele fala comigo. (Ef. 6.15; Lc. 24.32)

SE VOCÊ prefere obter prosperidade e ver cumpridas todas as "promessas" aqui na terra, enquanto EU PREFIRO acumular um tesouro nos céus e me tornar co-herdeiro d’Ele na Glória. (Mt. 6.19; Rm. 8.17)

SE VOCÊ preferir ignorar as referências bíblicas citadas, enquanto EU PREFERI examiná-las uma a uma. (At. 6.4; 17.11; Rm. 10.8; Mc. 4.13; 2Tm. 4.2).

Possivelmente eu não sou - e não serei - aquilo que você esperava que eu fosse.

Prossigo (dependente de Cristo) para o Alvo... Fp. 3.14

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

SOBRE POLÍTICOS E MAÇÃS...


Quando o assunto é política, dificilmente haverá consenso em todas as esferas sociais, mesmo entre as famílias ou membros de uma comunidade. Ontem, por exemplo, tive a oportunidade de debater e discorrer sobre diferentes pontos de vista com meu filho mais velho e também com minha esposa a respeito do tema.

A questão era se devemos ou não apoiar candidatos evangélicos ao pleito eleitoral e, em que grau de comprometimento – já que nem sempre conhecemos profundamente suas propostas, seus projetos, suas ambições.

É sabido de todos que alguns “irmãos candidatos” só “dão as caras” em época de eleição. Outros não conseguem dizer, sequer, a que vieram. Sem falar, é claro, dos inúmeros casos de “irmãos” que decepcionaram ou deixaram desacreditada a comunidade cristã após galgarem os patamares da política. Mas, daí a nivelarmos todos por baixo, não me parece justo para com os de boa mente e, sobretudo, de boa reputação.

A verdade é que nós cristãos não fomos e não somos ensinados a debater, entender e, sobretudo, a participar de maneira efetiva do processo político do qual, invariavelmente, todos fazemos parte. Daí porque nos acostumamos a lugares comuns, do tipo: “Todo político é ladrão”; ou: “Todo aquele que se envolve com política se deixa corromper”; ou: “Basta uma maça podre para estragar toda uma caixa”...

A certa altura, argumentava eu com meu filho: “Sabendo que alguns pastores (sic) são mentirosos, corruptos, aproveitadores, roubadores, adúlteros, seria justo presumir que todos o sejam, ou que aqueles que almejam o episcopado poderiam, potencialmente, vir a ser como um daqueles, pelo simples (sic) fato de se tornarem pastores?”. A resposta foi que “Não”.

É exatamente este o ponto! Nem todos são "maçãs podres"!

Ao exercermos o legítimo direito-dever de escolher, através do VOTO, qual ou quais membros da sociedade deverão nos representar no âmbito da política, estamos, de certa forma, alternado “as maçãs da caixa”. Este é um segredo (sic) que muitos ainda não descobriram.

Agora imagine uma caixa com 513 maçãs (há caixas com números que variam de 81 a apenas 1 por caixa), dentre as quais metade delas estivesse podre, cabendo a você a missão de substituir – de tempos em tempos – uma única (sic) maçã, descartando a que fora tirada. Você substituiria uma “maçã boa” por uma “maçã podre” ou uma “maçã podre” por uma “maçã boa”?

Pois bem! Precisamos acreditar que a troca gradual e contínua das “maças podres” possa, de alguma forma, redundar em uma bela caixa de “boas maças” e que está em nossas mãos (dedos) o poder de substituir aquelas que envenenam e apodrecem a política deste país.

Pense nisto na hora de escolher, apoiar ou ajudar a eleger um candidato.

Prossigo para o Alvo... Fp.3.14

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

A DETURPAÇÃO DE PROVÉRBIOS 22.6

Instrui o menino no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele. (Pv.22.6)
Jean Wyllys - PSOL/RJ e Erika Kokay - PT/DF

A princípio fiquei meio incrédulo com a notícia*, mas pesquisando as proposições na Câmara Federal constatei ser mesmo verdade.
O PL 5002/2013 de autoria destas duas "figurinhas caricatas" está em trâmite no Câmara dos Deputados aguardando relator.
Agora vejam vocês, meus irmãos e irmãs, se tem cabimento uma coisa destas. Imagine uma família cujo filho, "Joãozinho", de 9 ou 10 anos, p.e., com capacidade (sic) mínima para se apresentar espontaneamente (sic) ou com o auxílio de um pederasta (busquem o étimo da palavra) vá perante uma defensoria, sem o consentimento ou o conhecimento dos pais, e volte de lá com o nome de "Mariazinha" e sem o seu "pintinho"... É algo, no mínimo, surreal! Inimaginável! Inconcebível! Irracional!
E saber que estes "protótipos de revolucionários" com pinta de "semi-deuses" (eles se acham) estão, novamente, no pleito legislativo em busca de mais 4 anos de insanidade.
Se você é a favor da família e defende seus valores inalienáveis, não permita que Leis como esta sejam aprovadas. Escolha bem seu próximo representante em Brasília.
No RIO DE JANEIRO apoiamos e recomendamos Geremias Couto, um homem de verdade, que a exemplo de Gaio (3Jo), conta com "o testemunho dos irmãos de que anda na verdade e procede fielmente em tudo o que faz para com os irmãos, e para com os estranhos," (adap. 3 João 1:3-5). , #‎VOTE2213.
Confira na íntegra o Projeto de Lei 5002/13... Mas cuidado: eu vomitei no final!

Prossigo para o Alvo... Fp 3.14



sábado, 23 de agosto de 2014

AFINAL, ELE DEVE OU NÃO SER VENERADO?

Templo de "Salomão" da IURD - Foto: Robson Silva

Hoje nas minhas andanças pelo Brás tive a oportunidade de ver de pertinho o Templo “de Salomão”, da Igreja Universal, concluído, ao vivo e em cores e em pleno funcionamento. A última vez que estive na região havia apenas pilares no grande pátio de obras.

Confesso que fiquei estupefato com a grandiosidade daquela obra “faraônica” e até me deixei levar (em minhas divagações) à Jerusalém dos dias de Jesus, com o fervilhar de gente de “todos os povos e todas as línguas”.

Mas era uma sensação diferente; parecia poder ouvir o indesejado e inconveniente arauto “de Nazaré” a dizer: “Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada.” (Mt. 24.2).

E como numa fração de segundos pude ouvir o Espírito a falar ao meu coração: "como está escrito: ‘Olho nenhum viu, ouvido nenhum ouviu, mente nenhuma imaginou o que Deus preparou para aqueles que o amam’; mas Deus o revelou a nós por meio do Espírito. O Espírito sonda todas as coisas, até mesmo as coisas mais profundas de Deus.” (1 Coríntios 2:9-10).

Prossigo para o Alvo... Fp. 3.14

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

CRENTE SINCERO VOTA CONSCIENTE E DORME TRANQUILO...


"Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade." (2 Coríntios 13:8)

Aos meus prezados irmãos, cidadãos e eleitores cristãos.

Se você É UM CRENTE SINCERO e é contrário ao PeTismo, às ideologias Marxistas, Comunistas, Maquiavélicas, Castristas, Chavistas, Bolivarianas, à Corrupção, à Concussão, ao Peculato, à Bandidagem, à Formação de Quadrilha, ao Aborto, à Dissolução da Família e seus Valores Inalienáveis etc. e, ainda por cima, faz questão de deixar isto bastante claro (o que é um direito seu), então se prepare, porque, particularmente agora nesta época de eleição, você será taxado – pasme – de LADRÃO, CALUNIADOR, DETURPADOR, MENTIROSO, ODIOSO, VAGABUNDO, PREGUIÇOSO, FANÁTICO, ALIENADO, IGNORANTE, HOMOFÓBICO, TERRORISTA etc. Não estou brincando! Experimente expor publicamente (sic) sua opinião.

Agora, se você É UM CRENTE SINCERO e, ainda assim é PeTista (o que também é um direito seu), me perdoe a sinceridade, mas vai ficar difícil manifestar-se contrariamente a qualquer dos temas acima sem esbarrar, de alguma forma, em uma ESTRELA (sic) do ParTido; e aí, meu irmão, não tem perdão (sic)... É “guilhotina” na certa!!!

Para os primeiros, digo eu: não se acovardem, não se intimidem, não esmoreçam diante da fúria “hidrofóbica” (este termo ouvi hoje) do acusador (quem é crente entende!).

Saiba que tem CRENTES SINCEROS como você participando do pleito. Portanto, pese as propostas dos candidatos e VOTE de forma CONSCIENTE. O rumo da Nação depende em grande parte do seu VOTO.

Graça e Paz!

Prossigo para o Alvo... Fp. 3.14

Related Posts with Thumbnails