Rádio Rhema Online

domingo, 15 de março de 2015

O CRISTÃ E O MUNDO

Pr. Elienai Cabral e Pb. Robson Silva (editor deste blog)

Fechamento do 3º dia do 8º Congresso Nacional de EBD – São Paulo/2015

Com uma mensagem poderosa, toda ela fundamentada nas Sagradas Escrituras, o Pr. Elienai Cabral – palestrante da última plenária deste sábado – desafiou a igreja assembleiana, e suas respectivas lideranças, a saírem do “conforto” de suas “clausuras institucionais” para, com a coragem e a fé genuína de outrora, enfrentarem as hordas demoníacas que operam nos lugares celestiais e se manifestam neste mundo físico/espiritual capitaneados pelo diabo. Porque o mundo “jaz no maligno”, mas nós, enquanto Igreja de Cristo, fomos constituídos luz do mundo e sal da terra. Mas, “se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.” (Mt 5.13).

Somente através do ensino sistemático e ortodoxo da Palavra de Deus a igreja poderá avançar e prevalecer sobre o sistema “mundano” ora instaurado e, resistir aos seus ataques as suas próprias portas.

Amanhã será o último dia deste majestoso evento que deverá ser coroado – na virtude do Espírito Santo –, com a prédica do pastor Antônio Gilberto: mestre por excelência, quando o assunto é Escola Dominical. 

P.S.: Havia tanta virtude do alto na mensagem do Pr. Elienai Cabral que não ousei tirar a máquina fotográfica do bolso para registrar o momento. Fica aqui como ilustração o momento em que ele graciosa e elegantemente me concedeu seu autógrafo em 3 de suas obras. Aguardo ansioso o DVD do evento para ouvi-la e digeri-la novamente.

Prossigo [amando a EBD] para o Alvo... Fp.3.14

terça-feira, 10 de março de 2015

IMPLANTANDO O ESTADO CRISTÃO


Hoje pela manhã recebi um e-mail do irmão e amigo Cristiano Pereira de Magalhães com um texto brilhante, que decidi reverberar aqui no Prossigo, dada a sua sutileza e contextualidade. Parabéns ao autor, e obrigado ao amigo Cristiano pelo envio.
----------------------------------------

"Implantando o Estado Cristão"

Por: Atilano Muradas (Pastor na Igreja Batista da Lagoinha em Belo Horizonte, MG)

"As notícias a respeito das ações do Estado Islâmico estão deixando o mundo perplexo. Torturas, enterro e queima de pessoas vivas, mortes por tiros e crucificação, são apenas algumas formas que exemplificam a criatividade macabra do ser humano. Infelizmente, as crianças, que nem sabem o que é “estado” ou mesmo “islâmico”, é que mais estão pagando o preço. Sofrendo elas, também sofremos. Duvido que alguém concorde com o que está ocorrendo no Oriente Médio por conta do Estado Islâmico, porém, engana-se quem pensa que tal realidade está longe de nós do Ocidente.
Há muitos anos temos aqui um “outro tipo” de Estado Islâmico por trás do descaso no cuidado das crianças. Não falo apenas das crianças abandonadas nas ruas, que já vivem no “Estado Deplorável”. Falo também das crianças que têm recebido o “melhor” dos seus pais: o melhor celular, o melhor computador, a melhor TV, videogames última geração e os melhores brinquedos. Esses pais não sabem, mas podem estar enterrando seus filhos vivos no “Estado Capitalista”, no “Estado Consumista” e no “Estado Ateísta” – o que pode ser igualmente perigoso. Ao deixá-las expostas dezenas de horas por semana à violência da TV, do cinema, dos videogames e dos professores ateus, estão explodindo suas personalidades antes que entendam o que significa “estado” ou “capitalismo, consumismo e ateísmo”. Antes que percebam, o fogo das paixões carnais as enjaula e queima vivas, desde bem pequenas, quando ainda nem entendem o significado de “amor, sexo ou gênero”.
A maioria dos pais tem se esquecido de instaurar um “Estado Cristão” em suas casas. Ao lado espiritual dão quase que só o tempo da oraçãozinha rápida e formal, quando a mente já está completamente tomada por tudo de ruim. Sinto dizer-lhes, mas esses pequenos momentos não são suficientes para apagar da mente de uma criança, por exemplo, os murros, pontapés e tiros vistos no videogame, as cenas de sexo ou as palavras obscenas exaustivamente ouvidas nas músicas. Os fortes princípios do “Estado Gay” – homossexualismo e lesbianismo – e do “Estado Alucinante” – drogas e álcool – estão mais conhecidos do que a Bíblia e têm torturado e matado espiritualmente crianças de todas as classes. Esses trágicos vultos só saem com muita oração, jejum e doses cavalares de Bíblia.
O trabalho de educação cristã das crianças é duro, sobretudo, porque por trás de todos esses “estados malignos” está o Diabo, que veio para roubar, matar e destruir pessoas, por todos os métodos possíveis. E ele só tem conseguido seus intentos porque os pais têm ensinado às crianças o mínimo no que tange à espiritualidade e a instituição igreja tem feito pouco caso da sua responsabilidade. Poucas têm instalações adequadas para as crianças, professores treinados, currículo forte de ensino e prática espiritual. Os adultos são capazes de gastar todo dinheiro que for necessário com os filhos – o que é importante, de vez em quando –, todavia, às vezes, são incapazes de investir somas semelhantes para educar espiritualmente as crianças ou contratar ou treinar professores para a Escola Bíblica. Para alguns líderes, uma hora de show de um artista qualquer parece valer mais do que o aprendizado espiritual das crianças.
Por essas e outras, insisto na instauração de um Estado Cristão forte, com abaixo-assinados, passeatas, piquetes, cartas protestando, mutirões, enfim, todo tipo de ação para preservar a vida das crianças. Se não ensinarmos a elas o Evangelho, não investirmos em suas almas, outras pessoas tomarão a frente e ensinarão a violência, a prostituição, a corrupção, o ateísmo, o uso de drogas, a ganância pelo poder, a insensibilidade pela vida alheia e até a capacidade de ofertar a própria vida por uma causa fútil. Crianças têm toda uma vida pela frente. Elas são folhas em branco, na qual os adultos escrevem seus ensinos bons e ruins para sempre.
Portanto, pais do Estado Cristão, não deleguem à escola a responsabilidade de educar seus filhos no caminho do Senhor. Dê a eles muita Escola Bíblica, atividades e cursos na igreja, participação em célula, exaustiva repetição de conselhos, audição de músicas cristãs e memorização de versículos. Por toda a vida. Não basta apenas por um tempo. O trabalho de um pai e de uma mãe nunca acaba. Até os 10 anos de idade, o pai é capitão do seu filho. Dos 10 aos 18 é instrutor. Dos 18 em diante se torna o consultor do filho. Pais e filhos nunca estarão separados. Como militante do Estado Cristão, “torture" seu filho dizendo que está orando por ele todos os dias; e realmente ore. “Queime seu filho espiritualmente”, faça arder dentro dele o fogo do Espírito Santo. “Enterre vivo” o velho pai/mãe irresponsável, para que, em Cristo, o novo renasça. Nada é mais importante do que educar os filhos no Evangelho, torná-los “homens-bomba de Jesus”, que por onde passam explodem a mensagem da salvação em Cristo. Com a ajuda do Espírito Santo, garanto que sua criatividade para salvar seus filhos, sobrinhos e filhos dos seus amigos e irmãos será muito maior do que a do Estado Islâmico para matar. E assim, em pouco tempo, por meio da forte educação espiritual na infância, uma nova sociedade renascerá para a glória de Deus. Exploda essa ideia por aí."

Prossigo para o Alvo... Fp.3.14

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

JE SUIS CHÉSTIEN! JE SUIS DU PEUPLE CROISÉES!

Jihadistas do Estado Islâmico conduzem cristãos egípcios para a morte. (AFP)
Na semana em que vamos estudar na EBD o 6º mandamento do decálogo bíblico: "Não matarás" (Ex.20.13), somos surpreendidos com imagens cruéis, degradantes, desumanas, provocadoras, de 21 cristãos coptas egípcios - O povo da Cruz, como são chamados pelos terroristas jihadistas que formam o EI - sendo covardemente degolados, sem a menor chance de "lutar por suas vidas". Uma "pequena demonstração" do que são capazes estas mentes insanas.
Diante de tamanha barbárie, ficam algumas perguntas "no ar":
1. Até quando os Estados Democráticos legitimante constituídos, e signatários da Carta Internacional dos Direitos Humanos, vão assistir prostrados, indolentes e apáticos a tamanha atrocidade?
2.Será que as vidas daqueles cristãos egípcios tem menos valor que as dos ateus franceses" ou a liberdade de expressão está acima da liberdade religiosa?
3. Que destino devem ter aqueles que fria, covarde e gratuitamente tiram as vidas de pobres indefesos, como no caso em tela?
4. Como Cristãos devemos apoiar e defender a pena de morte?
5. Em que este caso, em particular, se difere daqueles comumente vistos e noticiados pelas mídias nacionais e internacionais, que tem feito aumentar a cada dia os índices de homicídios nos grandes centros urbanos?

Prossigo para o Alvo... Fp.3.14

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

#EUESTOUCONSTERNADO... VOCÊ NÃO?


Àqueles que acompanham no Blog ou no facebook – além dos bons momentos em família – os meus pensamentos e manifestos contra o governo, os desgovernos, o cenário político e evangélico mundo a fora, quero esclarecer que:

Eu também #estouconsternado com o fim trágico que teve a vida do brasileiro Marco Archer, condenado à morte por fuzilamento na Indonésia pelo crime de tráfico de drogas, diga-se de passagem.

Igualmente #estouconsternado com o desfecho que se prenuncia para o outro brasileiro, Rodrigo Gularte, condenado pelo mesmo crime na mesma pena.

São vidas (não inocentes, por certo) que se vão de forma cruenta e indigna – pois não há dignidade na pena de morte –, quando poderiam estar desfrutando da companhia de suas famílias, filhos, irmãos, amigos. E mais: poderiam estar produzindo, criando, contribuindo para o desenvolvimento do seu país, de suas comunidades, da educação e formação da juventude apaixonada pelo esporte que praticavam – voo livre com asa delta e surf, respectivamente.

Mas, não! Escolheram o submundo do crime, do tráfico internacional de drogas, do “descaminho” de outros jovens que, em lugar das orientações para o aperfeiçoamento no esporte, receberiam de suas mãos o passaporte (sic) para um abismo sem volta.

Se foi justa (ou será) a decisão de ceifar lhes a vida, penso que não – num primeiro momento. No entanto, acredito ter sido no mínimo legal (considerado o termo técnico da palavra), tendo respeitados os direitos do contraditório e da ampla defesa, no âmbito da legislação Indonésia. Incluso, aqui, o apelo diplomático de nossa Comandante em Chefe – conquanto negado.

Mas, que dizer daqueles pobres nigerianos (na sua maioria cristãos) que vêm sendo sumária e brutalmente condenados à morte pelas mãos de terroristas islâmicos pelo simples fato de divergirem da fé por eles professada? E das dezenas de missionários brasileiros ali residentes ou baseados, cujas igrejas vêm sendo “paulatinamente” depredadas, saqueadas e queimadas pela fúria insana do Grupo Boko Haram e da população que o apoia. Não seria o caso de manifestarmos maior consternação?

Sim! #euestouconsternado e #indignado com a morte injusta, indigna, infame, ilegal, inaceitável, impiedosa de nossos irmãos e irmãs nigerianos e, acredito até, de alguns brasileiros (o tempo haverá de revelar).

Eles não traficam drogas, mas pregam o amor a Deus e ao próximo. Não destroem vidas, mas auxiliam na reconstrução e reestruturação de lares e famílias. Não vivem uma vida transloucada de luxo e prazer, mas aceitaram a loucura do Evangelho e as limitações do modo de vida pra levar uma mensagem de salvação e esperança a um povo pobre e esquecido.

Ora! Se a execução de dois compatriotas pela “espada nua e fria” das leis indonésias causa repulsa, indignação e consternação a qualquer pessoa de bom senso, que dirá as mortes inclementes e injustas pela cimitarra do terror islâmico?! Vocês não acham?

#euestouconsternado #euestouindignado #euestouorandoaDeus

Prossigo [consternado] para o Alvo... Fp.3.14

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

A QUEM ENVIAREI? E QUEM HÁ DE IR?

Boko Haram mata milhares de pessoas e queima igrejas












Milhares de cristãos nigerianos estão sendo mortos em sucessivos massacres promovidos por terroristas islâmicos do Grupo Boko Haram na Nigéria. Mas...
Quem chorará por eles?
Que governo decretará luto por suas vidas cruelmente ceifadas?
Quais líderes sairão às ruas de braços dados em protesto por tal brutalidade?
Quem hasteará a bandeira da Liberdade Religiosa, de Expressão, de Manifestação do Pensamento?
Que jornal estampará em sua capa tiragem de mais de 7 milhões de exemplares em repúdio à leniência do governo Nigeriano e da União Africana, que tem entre seus objetivos o de "promover a democracia e os direitos humanos"?
Que Igreja ouvirá o clamor dos que choram e abraçará a causa dos oprimidos?
Qual Apóstolo, Pastor ou Bispo abrirá mãos de seus aviões, possantes blindados, fazendas de gados, mansões ou coberturas na praia em favor dos que gemem sob os calcanhares de Satanás?
Quem? Que? Qual?

Prossigo [chorando] para o Alvo... Fp.3.14

Fonte e imagens: 
BBC e World Watch Monitor, via Redação IGospel


Related Posts with Thumbnails