Rádio Rhema Online

domingo, 4 de março de 2012

A (IR)RACIONALIDADE DA TEOLOGIA DA PROSPERIDADE...


Então como explicar HEBREUS 11?

“Ora, a é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem. Porque por ela [] os antigos alcançaram testemunho [PROSPERIDADE IMATERIAL].

“Pela Moisés, sendo já grande [E PRÓSPERO MATERIALMENTE], recusou ser chamado filho da filha de Faraó, escolhendo antes ser maltratado com o povo de Deus, do que por um pouco de tempo ter o gozo [PROSPERIDADE MATERIAL] do pecado; tendo por maiores riquezas [PROSPERIDADE IMATERIAL] o vitupério de Cristo do que os tesouros [PROSPERIDADE MATERIAL] do Egito; porque tinha em vista a recompensa[PROSPERIDADE IMATERIAL].

“E que mais direi? Faltar-me-ia o tempo contando de Gideão, e de Baraque, e de Sansão, e de Jefté, e de Davi, e de Samuel e dos profetas, os quais pela venceram reinos, praticaram a justiça, alcançaram PROMESSAS [PROSPERIDADE MATERIAL], fecharam as bocas dos leões, apagaram a força do fogo, escaparam do fio da espada, da fraqueza tiraram forças, na batalha se esforçaram, puseram em fuga os exércitos dos estranhos. [OH, GLÓRIA! AGORA É SÓ VITÓRIA! A PROVA ACABOU]

“As mulheres receberam pela ressurreição [PROSPERIDADE MATERIAL] os seus mortos; uns foram torturados, não aceitando o seu livramento, para alcançarem uma melhor ressurreição [PROSPERIDADE IMATERIAL]; e outros experimentaram escárnios e açoites, e até cadeias e prisões. [MISERICÓRDIA, JESUS!!! NÃO ERA SÓ VITÓRIA???]

“Foram apedrejados, serrados, tentados, mortos ao fio da espada; andaram vestidos de peles de ovelhas e de cabras, desamparados, aflitos e maltratados (Dos quais o mundo não era digno), errantes pelos desertos, e montes, e pelas covas e cavernas da terra. [NADA DE CASA, MANSÕES, CARROS, AVIÕES...? ASSIM NÃO VALE!!!]

“E todos estes [AO CONTRÁRIO DO QUE MUITOS POSSAM IMAGINAM], tendo tido testemunho pela , não alcançaram [ISSO MESMO! NÃO ALCANÇARAM] a PROMESSA provendo Deus alguma coisa melhor [PROSPERIDADE IMATERIAL] a nosso respeito, para que eles sem nós não fossem aperfeiçoados.” (Hebreus 11:1-2; 24-26; 32-40).

Conquanto a Teologia da Prosperidade tente justificar o “prosperar de DEUS” na vida do Seu povo tendo por fundamentos as riquezas e benesses TEMPORAIS e a meritocracia humana (merece mais quem semeia [sic] mais), a VERDADEIRA PROSPERIDADE DO CRENTE (Salmos 25.13; 118.25; 122.6 e 7) está consubstanciada em Seus “insondáveis juízos”.

Como bem disse Paulo:
Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos!” (Romanos 11:33).
E ainda:
“A mim, o mínimo de todos os santos, me foi dada esta graça de anunciar entre os gentios, por meio do evangelho, as riquezas incompreensíveis de Cristo”. (Efésios 3:8)
Isso SIM podemos chamar de TEOLOGIA DA PROSPERIDADE!!!

Prossigo para o Alvo... Fp 3.14

2 comentários:

Mathew'z Nery disse...

SHALOM!!
Belo texto, devemos combater com coragem e ousadia essas hresias que se levantam a cada dia seduzindo e enganando a muitos, viver os verdadeiros desígnios de DEUS é a verdadeira PROSPERIDADE.
DEUS TE ABENÇÕE!!!

ROBSON SILVA disse...

Paz, Mathew'z...

Que DEUS te abençoe!

Obrigado pela visita.

Abraço!

Related Posts with Thumbnails