Rádio Rhema Online

sexta-feira, 18 de maio de 2012

NÃO À HOMOFOBIA... SIM AO BOM SENSO!!!


Esta semana o governo gaúcho (RS) aprovou a Carteira de Identidade Social para travestis, transexuais e transgêneros (de todos os gêneros - masculino, feminino e vice-versa).

De acordo com a diretora do Departamento de Direitos Humanos e Cidadania da Secretaria de Justiça e Direitos Humano do estado, Tâmara Biolo Soares, “a decisão é o primeiro passo para conquista da cidadania plena.” (sic).

Para o governador Tarso Genro a medida visa garantir a igualdade de direitos daqueles cidadãos excluídos e discriminados, principalmente no que se refere ao acesso ao atendimento de saúde pública (leia-se: SUS), uma vez que estes se sentiam desconfortáveis, discriminados e vítimas de preconceito quando chamados por seus nomes civis.

“_João da Silva” - grita o médico do consultório -, e lá levanta uma “guria” de 1,80m, cabelos longos loiros, minissaia, salto alto, seios fartos e lábios carnudos avermelhados...

Ou, “Joana da Silva”, e lá vem um cidadão de 1,70, cabelo “joãozinho”, ombros largos, sapato 42, calça de brim e camiseta machão. Quero crer que “eles” não tenham excluídos “elas” do mesmo direito.

Aos olhos de qualquer um nos bancos de espera (tanto quanto aos ouvidos) de fato parecerá estranho. É natural que se faça “caras e bocas” ao ouvir e ver o anúncio sendo respondido.

A pergunta que faço é: Onde está a lógica de tal reivindicação?

Imagine, o leitor, um hipotético travesti “João da Silva” sentado nos corredores do consultório de UROLÓGIA esperando ser atendido pelo nome de “Samanta” ou “Melissa”... Ou dona Joana da Silva tentando marcar uma consulta com um GINECOLOGISTA pelo codinome, digo, nome social, “Alberto Roberto”.

Notaram o contrassenso?

Biologicamente homem travestido - socialmente mulher...
Biologicamente homem “transmutado” - socialmente mulher...
Biologicamente mulher - socialmente homem...

Dá ou não dá um nó na cabeça de qualquer médico especialista?

Mas, daí a entendermos o espanto como um ato de discriminação ou de homofobia há uma distância enorme - tal qual da Terra em relação ao Sol.

Fica, portanto, a seguinte questão para debate:

E quando um UROLOGISTA de posse do prontuário de “JOÃO” verificar que se trata na verdade de “MARIA”, ou o GINECOLOGISTA que tiver que atender à “SAMANTA” constatar que na verdade ela é “ROBERTO”, poderá recusar o atendimento? Afinal, cada qual na sua praia!

Que DEUS nos ajude a lançarmos LUZ sobre o tema.

Prossigo para o Alvo... Fp 3.14

1 comentários:

Newton Carpintero, pr. e servo. disse...

Caro pb. Robson Silva,

A paz amado!

É de criar tremedeira vivermos nesta época de total distúrbio não mental, mas espiritual e socio moral, que invade a tripulação deste planeta, bem organizado pelo seu príncipe.

O príncipe deste mundo trabalha ardilmente e sorrateiramente para atingir os seus objetivos, bem desvendados pela Palavra de Deus.

O Final dos Tempos, chegou ao seu final, e não há quem, de fato, assuma a responsabilidade necessária para que muitos não se perdam.

Devemos incessantemente anunciar que é momento de grande horror. É momento de não calar a boca e pregar contra esta violenta agressão ao Criador dos Céus e da Terra.

Está se tornando normal o que sempre foi anormal. Não há mais senso crítico que não valide esta situação.

O homem se corrompeu ao absurdo e ao total descuido da sa responsabilidade com Deus.

O pior, está por vir, e a família regular e CRENTE de VERDADE, será perseguida sem pena e sem dó.

Muitos abrirão a sua boca para dizer: Onde está Deus?

Deus est[a julgando o seu povo, pela falta de zelo dos omissos, que embarcaram em uma canoa furada e bem preparada para o afundamento da fé, de uma grande maioria, esta desprotegida pelo desconhecimento real do que significa SENHOR.

Excluiram das suas igrejas a Palavra e a orientação precisa e correta sobre o que acontece neste momento.

A população americana em uma pesquisa tornou-se 50% a favor da lei que aprova o casamento gay e a adoção de crianças i ndefesas por este partido, totalmente despedaçado pela Palavra de Deus.

O Senhor tem alertado a igreja e muitos possuem o medo e a falta de sensibilidade em tornarem-se uma barreira que salve pelo menos alguns deste naufrágio.

A sociedade hodierna está naufragando pela covardia dos líderes que abraçam a cada dia os desvaneios das heresias, das campanhas, da pedição exagerada por dinheiro. Esqueceram os seus príncipios, porque não estavam bem marcados em seus corações.

Ganharam poder dos homens e se foi o poder de Deus.

O livre arbítrio, permite ao homem insensato, ganhar a prisão das suas vontades e dos seus desejos.

O livre arbítrio possue também a qualidade de prender o homem a liberdade em Cristo.

Vale a pena escolher a escravidão à liberdade em Cristo.

Ser escravo da verdade, significa ser escravo da liberdade.

O Senhor seja contigo, meu amigo,

O menor de todos os menores. Um Tradicional Pentecostal.

Related Posts with Thumbnails