Rádio Rhema Online

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

IRMÃS MISSIONÁRIAS...




O Culto de Missões realizado neste último domingo (09) foi coroado com uma apresentação realizada pelas irmãs, que prepararam uma peça missionária tão brilhante e ao mesmo tempo tão singela, que beirava a perfeição. Foi uma Glória!

A peça retratou diferentes aspectos e estilos de vida de cinco mulheres que representaram as cinco regiões do nosso país (sul, sudeste, centro-oeste, norte e nordeste).

Do Sudeste tinhamos a mineira, representando a diversidade e a fartura gastronomica, cultural, religiosa e histórica das Minas Gerais.

Do Centro-oeste tinhamos a goiana, representando a opulência e as vaidades da Capital Federal (Brasília), mas também o misticismo e a idolatria pagã.

Do Sul tinhamos o espírito alegre e festeiro da riograndense, com a festa da uva e a mesa farta, tudo regado a muito churrasco e muito vinho.

Do nordeste tinhamos a cearense retirante, migrando para as grandes capitais do sudeste do país, sem a perspetiva de uma vida melhor e sem coragem para enfrentar novamente a seca nordestina, mas segura e firme em sua devoção aos santos populares, como o cultuado padre cearense.

Do norte tinhamos a amazonense, com o espírito da floresta, a biodiversidade da fauna e da flora, as tradições, as danças, as crenças e culturas indígenas.

Todas, no entanto, tinham uma característica em comum: não conheciam a Cristo, nunca tinham ouvido falar do Evangelho.

De quem será a responsabilidade de levar a estas mulheres, representantes da cinco regiões desse imenso país - com proporções continentais -, a mensagem de salvação?

O Espírito de Deus, pela boca do profeta messiânico, Isaías, clamou: "A quem enviarei, e quem irá por nós?" (Is. 6.8).

O apóstolo Paulo, acerca desta tarefa interrogou certa vez os cristãos romanos, dizendo: "Como, porém, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue? (Rm. 10:14).

É imperativo que a Igreja de Cristo, ou seja, nós os que fomos resgatados pelo sangue do Cordeiro após termos ouvido e dado crédito a pregação do evangelho, cumpramos a tarefa de evangelizar os povos.

Precisamos atentar para a grande comissão e atendermos imediata e incondicionalmente ao IDE de Jesus.

Até quando permaneceremos nesse estado de letargia, de mornidão, de hipocrisia e fingimento?!

Precisamos arregaçar as mangas sujas e enlameadas pelas vaidades e pelo egoísmo insano que nos leva a um consumismo desenfreado, irresponsável e muitas vezes patológico, e lançar mão do arado, da sementeira, do forcado e da foice e irmos ao campo.

Há muitos campos brancos para ceifa, mas há muitos áridos e tórridos; ressecados pela falta de amor, pelo desdém dos economicamente mais favorecidos, pela ingratidão de quem superou tais dificuldades e pelo desprezo de quem prefere virar o rosto a ver a realidade nua e crua diante de seus olhos.

Muito se fez em prol do evangelho no último século, mas me permitam o trocadilho: é muito pouco.

Precisamos investir maciçamente no preparo, no envio e na manutenção de obreiros para o campo. Precisamos disponibilizar toda sorte de recursos possíveis e imagináveis para o desenvolvimento e aperfeiçoamento dessa obra: recursos financeiros, tecnológicos, intelectuais, didáticos, médicos...

Que o Senhor nos ajude a prosseguirmos nessa tarefa e que o Espírito Santo toque os corações dos amigos leitores, como tocou os nossos na noite de ontem.

Parabéns as dedicadas irmãs.

Em Cristo,

Robson Silva de Sousa

2 comentários:

joao cruzué disse...

.

Gostei do Blog. Mais ainda da sua família. Garotada linda.

Como presente, vou colocar o endereço do seu blog no Blog Olhar Cristão.

Continue escrevendo.

Um abraço do irmão João Cruzué

néia disse...

OLÁ QUERIDOS IRMAÕS...
SE FOR POSSIVEL GOSTARIA Q. ME ENVIASSEM A PEÇA.GOSTEI MUITO.
UM ABRAÇO.
MEU E-MAIL É. dulci.neiabaptista@gmail.com

Related Posts with Thumbnails