Rádio Rhema Online

quarta-feira, 25 de julho de 2007

CINEMA, PRAIA E FUTEBOL...

Há muito se pregou que o cristão não deveria desperdiçar o seu tempo em outras atividades que não as relacionadas com a igreja ou aquelas tidas como religiosas ou santas. Por conta disso, muitos cristãos deixaram de dedicar a atenção devida as suas famílias e desfrutar de prazeirosos momentos de lazer e descontração.

Tal comportamento provocou, e ainda provoca, reações das mais adversas.

Em alguns lares, por exemplo, os filhos distanciaram-se dos pais e buscaram, nas casas de amigos ou parentes mais "liberais", satisfazer suas curiosidades e deleites em algumas formas de lazer proibidas dentro de suas próprias casas. Já em outros, os pais, na ânsia de satisfazerem em tudo a seus filhos, disponibilizaram, a todo tempo, toda forma de lazer por esses reivindicadas.

Sabemos que hoje em dia uma infinidade de ofertas de entrenimentos apropriados tanto para crianças como para jovens e adultos cristãos, dentre os quais alguns que estimulam a curiosidade, a reflexão e o debate sobre temas de extrema relevância para a família cristã, tais como: solidariedade, companheirismo, hospitalidade, trabalho em equipe, liderança, comunicação, superação, capacitação, honestidade, ética, arrependimento, perdão etc.

Outras porém, embora apresentem características similares às já citadas, demandarão tanto tempo e investimento que poderão implicar em resultados adversos ao pretendido, distanciando o cristão de seu alvo. Esses, muitas vezes afastam as famílias, provocando, em alguns casos, rompimentos dolorosos e deixando marcas que somente o Espírito do Senhor pode apagar. Em geral, buscam satisfazer os desejos individuais da pessoa, com reflexos muito mais expressivos no desenvolvimento intelectual e material desse indivíduo, que propriamente os morais, os espirituais e aqueles de interesse coletivo.

Como então definir quais os tipos e formas mais apropriadas de lazer para o cristão?

É uma pergunta difícil de ser respondida e não tenho a pretensão de oferecer uma resposta pacífica. No entanto, posso assegurar que a melhor forma de se descobrir ou de se fazer a escolha, ainda é através da oração e da avaliação conjunta da família. Nessa hora a opinião de cada um dos integrantes é importantíssima e o consenso deve ser sempre respaldado com oração e orientação bíblica, sem extremismos ou radicalismos, fortalecendo assim os laços fraternais.

O culto doméstico, a gincana bíblica, o acampamento cristão, o futebol entre amigos, um passeio no parque, um dia no zoo, um pique-nique na praia, dentre outros tantos, ainda são os carros- chefe de quaisquer atividades coletivas saudáveis e edificantes para toda a família cristã.

Portanto, meus amados, aproveitem cada momento de vossas vidas, lembrando-se das advertências de Moisés quando o Senhor renovou sua aliança com Israel no deserto: "Que entre vós não exista homem, nem mulher, nem família, nem tribo cujo coração hoje se desvie do Senhor nosso Deus, e vá servir aos deuses dessas nações; que entre vós não exista raiz que produza frutos venenosos e amargos..." (Dt. 29:18).

Que o Senhor a todos abençoe.

2 comentários:

Carlos Roberto Silva, Pr. disse...

Olá Robson!
A Paz do Senhor!
O divertimento saudável faz parte da vida!
A própria bíblia recomenda que o homem deve viver dias felizes com a mulher da sua juventude.
O bom de sua postagem é que recomenda o equilíbrio.
Todo cristão deve ser equilibrado!
A Bíblia diz ainda que há um tempo determinado para todas as coisas.
Tudo é uma questão de bom senso.
Parabéns!

Victor Leonardo Barbosa disse...

olá pastor, parabéns..que Deus o abençoe, parabéns pelo artigo..até hoje a denominação AD sofre desse trauma em alguma setores. Eaúnica alternativa que els acham é do oito ou oitenta...o importante é ter o equilibrio e saber ter uma hor de lazer de forma mais racional.

Related Posts with Thumbnails